Bate-papo com Marina da Arqflex - EXPOLUX 2018


Se você costuma ler nosso blog, deve ter visto como estamos falando da Expolux. Esse evento maravilhoso nos deu a oportunidade de compartilhar conhecimento e momentos com inúmeros nomes do setor aqui no Brasil. E estamos dividindo o que aprendemos lá com você, leitor!


Hoje iremos falar um pouco com a Marina da Arqflex sobre suas impressões sobre a feira, o que ela trouxe na bagagem após um evento na Alemanha e de que forma o mercado chinês se torna um desafio para nós quem trabalha com iluminação no Brasil. Prepare-se para uma ótima leitura!


Quais são as suas impressões sobre a feira?


Marina: Eu curti, achei bacana. Apesar de estar menor do que em outros anos, tem muitas novidades do mercado nacional, o que é muito legal. Recentemente estive na Light + Building em Frankfurt, na Alemanha, e uma diferença que consegui perceber ao voltar é a nossa tropicalização da iluminação.


Devido a isso, nossas luminárias são bem brasileiras. Elas tem madeira, cobre... e isso é legal porque mostra que a gente não apenas importa produtos. Nós temos um design e uma identidade.


Bruno Mantovani: Isso é verdade. Depois da China ter desafiado o mundo com sua indústria, é cada vez mais desafiador para o produtor local manter seu produto. O mercado tem se movimentado para encontrar meios de ganhar espaço. Por isso a centralização de eventos como esse é interessante e útil para o setor. Se não fosse por eventos assim, correríamos o risco de nem conhecer pessoas como as que já vimos por aqui.


Pensando nisso tudo, você tem planos desenhados para os próximos tempos?


Marina: Sim, vi coisas interessantes e que inspiram por aqui. Mas quando vou em feiras, acabo vendo como você citou, penso em criar soluções novas através de parcerias. Você, por exemplo, cria luminárias. Quem sabe eu não faço um desenho, te peço um protótipo e a gente trabalha juntos?



guia pratico de iluminacao residencial


Eu acho que sim, a China invadiu o mundo, mas isso é benéfico pra gente. Podemos usar peças deles - sabendo que vem coisas boas e coisas ruins - e tecnologias positivas dentro da tropicalização que temos. Não precisamos, necessariamente, copiar aquilo que vem de lá.


A iluminação lá é fria. Se colocarmos um recipiente para LED como ele é utilizado lá a gente vai ter uma vida útil muito menor. Eu vejo isso em toda a arquitetura e em cada um dos seus conceitos.


Cada vez mais eu vejo a gente reunido, a hashtag #LightTubers...Essas coisas só funcionam se trabalharmos juntos, trabalhando sozinho ninguém consegue, não!


Com sua visão de light building, fale um pouco sobre seu trabalho e canal!


Marina: Nosso canal chama Arqflex Solucões em Iluminação. Pode visitá-lo, curtir e comentar os vídeos, mesmo se não gostar. Atualmente estamos fazendo vlogs sobre a viagem para Frankfurt, vale a pena conferir!


Até mesmo dicas de viagem você pode encontrar por lá. Não deixe de visitar e saber mais sobre nosso trabalho.


E aí, gostou do que viu? Se tiver dicas, dúvidas ou qualquer mensagem que queira enviar para a gente, comente aqui embaixo! Ou se quiser, fale conosco pelas nossas redes sociais. Estaremos muito felizes com sua participação.




Clique na foto abaixo para assistir o vídeo:

Canal Luz Decor e Acao -Bate Papo com Marina da Arqflex na Expolux 2018

Siga-nos em todas as redes sociais:


YouTube: http://bit.ly/LuzDecorEacao

Instagram: https://www.instagram.com/emporioluz/

Facebook: https://www.facebook.com/EmporioLuz/

Facebook 2: https://www.facebook.com/luzdecoreacao/

Pinterest: https://br.pinterest.com/emporioluz/

Twitter: https://twitter.com/emporio_luz

Google +: https://plus.google.com/+Emp%C3%B3rioLuzDesignS%C3%A3oPaulo