Warning: Constant WP_USE_THEMES already defined in /home/emporioluz.com.br/public/wp-content/themes/emporio-luz/single.php on line 1 Iluminação e decoração de apartamento: Confira essas dicas! – Empório Luz
Blog

Iluminação e decoração de apartamento: Confira essas dicas!

Publicado em 20/01/23 por Karen Cruz.


Clique e ouça esta publicação:


Iluminação e decoração de apartamentos

Iluminação e decoração de apartamento

A verticalização é uma realidade das grandes cidades. Seja por questões de comodidade, segurança ou economia, os apartamentos têm sido cada vez mais considerados para  o aluguel ou aquisição de um imóvel.

Mas ao optar por residir em um apartamento, algumas questões devem ser consideradas para que o espaço seja aproveitado da melhor forma possível e também para que o local seja versátil e confortável.

Então, no artigo de hoje traremos alguns pontos importantes sobre a iluminação e decoração de apartamentos. Veja questões que iremos abordar:

  • Qual o momento certo de pensar na iluminação de um apartamento;
  • Quais as vantagens de utilizar gesso no acabamento;
  • Como iluminar e decorar de acordo com o tamanho do imóvel;
  • A influência da luz no aspecto sensorial do ambiente;
  • Como deixar a iluminação de apartamentos mais versátil.

Vai comprar ou alugar um apartamento e não quer errar na iluminação? Então leia esse artigo até o final e aproveite as dicas!

Qual o momento certo de pensar na iluminação de um apartamento?

Nós já fizemos um artigo respondendo esta pergunta e detalhando as principais fases de uma obra. Porém, achamos válido retomar esse ponto.

O melhor momento para pensar na iluminação é quando houver a definição de onde será cada cômodo do imóvel, ou seja, logo após a elaboração da planta baixa feita por um arquiteto.

 Talvez você pergunte: “É necessário ter uma planta baixa para projetar a iluminação?” Há quem diga que sim e há quem diga que não. Nós entendemos que para elaborar um bom projeto luminotécnico é necessário ter o máximo de informações possíveis sobre o ambiente.

Então, se você não tem a planta baixa em mãos mas sabe dados como a metragem do imóvel, materiais previstos de acabamento (drywall, alvenaria, madeira, pedras, pisos, revestimentos, etc) já viabiliza o processo.

É importante pensar na iluminação logo no início do projeto porque isso permitirá escolha pela melhor opção, e não apenas pelo que estiver disponível. De forma prática, escolhendo a iluminação no início o projeto elétrico é adaptado para atender às necessidades da iluminação. Então, ao deixar essa decisão para a fase final, a iluminação terá que ser enquadrada ao projeto elétrico já feito, e isso faz com que muitas vezes as soluções mais harmônicas em termos estéticos tenham que ser descartadas.

Concluímos então que quanto antes você começar a pensar na iluminação do seu ambiente, mais cartas na manga você terá para executar o projeto da forma que sonhou para o seu apartamento, porque isso trará maior versatilidade para suas escolhas.

Pensando em versatilidade, falaremos um pouco sobre um material que quando utilizado no acabamento do teto e das paredes abre um leque interessante de opções para o projeto, o gesso.

Quais as vantagens de utilizar gesso no acabamento?

O gesso é um dos acabamentos mais comuns para ambientes residenciais e comerciais, e isso é justificado por algumas questões, por exemplo: 

  • Acabamento final: O gesso é um material extremamente  maleável. Por isso, possibilita a criação de diferentes texturas e molduras, dando origem às sancas de gesso.
  • Função acústica e térmica: O gesso pode ser utilizado como um instrumento de conforto térmico e acústico, auxiliando na redução de ruídos externos e no equilíbrio da temperatura interna.
  • Economia:  O gesso tem melhor custo benefício quando comparado a outros materiais como cerâmica e madeira, por exemplo.

Quais as principais vantagens do gesso para a iluminação?

Tratando-se de iluminação o gesso também traz algumas vantagens, veja:

  • Estética: O acabamento com gesso deixa o teto com um aspecto mais liso e limpo. Além disso, para quem gosta de iluminação embutida, esse tipo de acabamento proporciona muita discrição, pois a fiação e a estrutura da luminária podem ser introduzidas no  forro de gesso, e desta forma, apenas o reflexo da luz fica visível.
  • Personalização: A possibilidade de recortes no gesso permite a instalação de luminárias com diferentes tamanhos e formatos. Então é  um material excelente para a elaboração de projetos criativos e adaptados às necessidades do espaço.
  • Resistência: Com a adequada proteção contra a umidade, o gesso é um material que tem boa durabilidade e isso é ótimo, pois desta forma as chances de danificar as luminárias são menores.
Sanca de Gesso em apartamento

Sanca de Gesso em apartamento

Como adequar a iluminação e decoração de apartamentos de acordo com o tamanho do imóvel?

Um dos grandes problemas dos apartamentos é a falta de espaço. Dependendo da metragem do imóvel, é desafiador obter a sensação de amplitude.

A iluminação e a decoração têm juntas o poder de mudar completamente a percepção do tamanho de um imóvel e quando utilizadas de forma correta podem enaltecer o ambiente. Veja como ter a sensação de aumento no tamanho do imóvel:

  • Libere espaços: Quanto maior a quantidade de coisas em um espaço, menor ele parecerá. Então, ao compor o ambiente com muitos elementos, o espaço ficará poluído e isso contribuirá para a sensação de sufocamento. Desta forma, o imóvel parecerá visualmente menor.
  • Opte por ambientes integrados: Além do quesito funcionalidade, há também melhorias no aspecto estético, pois os ambientes integrados transmitem a sensação de continuidade, especialmente se as cores e materiais de acabamentos forem iguais ou parecidas. é possível integrar ambientes como sala de estar e varanda, ou sala de estar e sala de jantar, por exemplo.
  • Avalie as cores de acabamento: Via de regra, cores claras aumentam espaços e cores escuras diminuem. Então, se a intenção for ampliar visualmente os ambientes, opte por cores claras nas paredes, pisos e móveis. Veja isso de forma prática:
O efeito das cores nos ambientes

O efeito das cores nos ambientes

Perceba que os tons claros são usados sempre para evidenciar algo.

  • Use espelhos e elementos reflexivos: Ao utilizar espelhos em um local ganha-se profundidade e uma sensação de aumento nas dimensões.
Sala de Jantar com espelhos Fonte Terra

Sala de Jantar com espelhos – Fonte: Terra

Como os móveis podem contribuir para a sensação de aumento nos apartamentos?

Essa é uma questão muito pessoal, pois envolve os gostos e as necessidades dos moradores em questão. 

Mas tudo o que libera espaços e passagens traz certo respiro ao ambiente, e portanto amplia o espaço visualmente. Nesse sentido, existem algumas dicas de trocas que podem ser eficientes, e como exemplo citamos 3 delas:

  • Invista em Nichos: Sabe aquele aparador usado para colocar quadros, porta-retratos, pequenos vasos, esculturas, entre outros? Ele certamente ocupa um espaço maior que um nicho embutido na parede e que poderia tranquilamente ser utilizado para guardar os mesmos objetos

    Nichos Decorativos

    Nichos Decorativos

 

  • Substitua a mesa central de jantar por um canto alemão: Ao fazer isso você libera espaço na passagem e, além disso, os bancos do canto alemão podem ter baús embutidos, possibilitando um lugar extra para guardar possíveis objetos acumulados ou os brinquedos das crianças. Quem nunca, não é mesmo?😅

    Canto alemão com puffs

    Canto alemão com puffs

E sobre a iluminação em apartamentos?

Os espaços mais claros e bem iluminados tendem a parecer maiores. Sendo assim, se quiser passar a impressão de aumento visual do seu imóvel, aqui vai algumas dicas:

1º Use e abuse da luz natural – Portas, janelas, clarabóias e tudo o que permite a entrada da luz solar no imóvel é bem vindo.

Lembrando que em termos de iluminação natural, vale analisar a orientação solar do imóvel. Deste fator dependerá os horários em que os cômodos recebem mais ou menos luz no decorrer do dia, servindo também de base para a projeção da iluminação artificial.

2º Luz artificial bem planejada – Se não houver a possibilidade de boas aberturas para entrada de luz natural no ambiente, a luz artificial terá que dar conta do recado! Para isso, um bom projeto de iluminação precisará ser feito.

Nesse contexto de pouca luminosidade natural, os recursos de luz direta, indireta e difusa precisarão ser equilibrados para produzirem um resultado harmônico, e, além disso, proporcionar funcionalidade aos ambientes e para as tarefas que precisarão ser executadas nele.

Veja dois exemplos de ambientes com boa entrada de luz natural e com um excelente uso da luz artificial:

Luz natural e luz artificial - Iluminação e decoração em apartamentos

Ambiente projetado por Adriana Di Garcia

 

Luz natural e luz artificial - Iluminação e decoração em apartamento

Ambiente projetado por Adriana Di Garcia

Como fica o aspecto sensorial na iluminação de apartamentos?

Em nossos artigos sempre afirmamos que a luz exerce influência no bem estar e na percepção que temos sobre determinados ambientes.

É exatamente por este motivo que não é indicado usar a mesma iluminação em ambientes para descanso como um quarto e trabalho, como um escritório, por exemplo.

Dito isso, iremos relembrar dois pontos já mencionados em outros artigos nossos:

Temperatura de cor – que expressa a aparência da cor de uma luz emitida por meio de uma fonte luminosa. Essa temperatura é medida em Kelvins e há variações em suas escalas. Alguns fabricantes trabalham com tons que vão de 1400K até 9000K.

Temperatura de cor

Temperatura de cor

Ciclo Circadiano – É o ritmo natural dos seres humanos, o nosso relógio biológico. Durante as 24h do dia, recebemos por meio da luz informações que fazem com que nosso organismo se adeque e produza os hormônios necessários para o nosso desempenho de acordo com o momento do dia. Quer entender mais sobre isso? Então Leia esse artigo!

Ciclo circadiano

Ciclo circadiano

Como a temperatura de cor e o ciclo circadiano influenciam no aspecto sensorial?

A temperatura de cor pode ser usada para reproduzir artificialmente as tonalidades de iluminação natural ao longo do dia.

Por exemplo, ao meio dia, temos o período de luz natural mais forte, que em escalas de temperatura de cor, assemelha-se aos tons frios, acima de 6000K. Esse tonalidade aguça os picos de atenção em nosso organismo, permitindo com que nos mantenhamos em estado de atenção e alerta.

Ao entardecer, temos o pôr-do-sol, com um belíssimo tom alaranjado e propício para que a melatonina que é o hormônio indutor do sono comece a ser produzido. Em escalas de temperaturas de cor, os tons quentes assemelham-se a ele.

Em uma relação direta, podemos resumir que quanto mais fria for a temperatura de cor utilizada, as sensações de alerta, produtividade e despertamento terão maiores incidências no ambiente.

Então, de forma inversamente proporcional, quanto mais quente for essa temperatura de cor, maior será a sensação de relaxamento e aconchego que o ambiente terá.

Qual temperatura de cor usar em cada ambiente?

  • Salas de estar, salas de jantar, varandas e quartos – Use tons quentes, pois promovem a sensação de aconchego, acolhimento e relaxamento. Se possível, opte por temperaturas de cores abaixo de 3700K e mescle com um ponto de luz neutra para a execução de tarefas funcionais, como a limpeza, por exemplo.
Iluminação de quartos

Iluminação de quartos

  • Cozinhas, áreas de serviço e garagens – Utilize tons neutros, entre 4000K e 5000K.
Iluminação e decoração de apartamento - cozinhas

Cozinha projetada por Cotta Arquitetura

  • Escritórios e ambientes de trabalho e estudo – Com a expansão do home-office, esses ambientes também precisam ser pensados para os apartamentos. Opte preferencialmente por tons neutros e frios, especialmente sobre as mesas de trabalho, mantendo a iluminação nesses ambientes entre 4000K e 6500K, sendo assim, despertará a atenção necessária para o trabalho. Nesses casos, pendentes direcionados e luminárias de mesa funcionam bem.
Pendente sobre a mesa home office

Pendente sobre a mesa home office

Como deixar a iluminação de um apartamento mais versátil?

Alguns recursos favorecem à versatilidade na iluminação e decoração de apartamentos, veja 3 deles:

1º Junção de técnicas de iluminação 

Crie ambientes que tenham luz direta, indireta e difusa. Porque a luz difusa ilumina de forma linear, ou seja, espalha a luz no ambiente inteiro. As luzes pontuais e indiretas tem aspectos decorativos. 

Então, se quiser um ambiente mais iluminado, você pode deixar aceso o plafon central de uma sala. Se preferir um aspecto mais intimista, pode deixar acesa apenas a fita de LED embutida em um cortineiro, por exemplo. O mesmo vale para luzes pontuais, que podem ressaltar a beleza dos objetos decorativos. Veja como isso foi bem aplicado no ambiente abaixo:

Iluminação e decoração de apartamento

Iluminação e decoração em ambiente integrado

2º Integração com assistentes virtuais

O conceito de casa inteligente é uma realidade que veio para ficar e se expandirá cada vez mais. A iluminação é uma das maiores beneficiadas por essa tecnologia e muitas funções podem ser executadas apenas com um comando de voz, como o controle de intensidade de luz feito por dimerização, a troca de cores de luzes RGB, o acender e apagar de luzes são os exemplos mais comuns.

Em nosso showroom temos uma sala técnica na qual nossos clientes podem usufruir desta experiência em diferentes linhas de iluminação. Ainda não conhece a nossa loja? O endereço está aqui, será um prazer te receber.

3º Luminárias auxiliares 

As luminárias auxiliares não são responsáveis pela iluminação central dos ambientes, mas contribuem para tarefas específicas. Por exemplo, se você quiser ler um livro na poltrona da sua sala, pode utilizar uma luminária de piso com foco direcionado, ou até mesmo um abajur. Mas, se você de repente preferir ler esse mesmo livro na rede, na varanda do seu apartamento, pode levar essa mesma luminária, plugá-la na tomada e a função será a mesma.

A versatilidade está no fato de um único produto poder ser utilizado em ambientes e momentos diferentes. O mesmo vale para abajures e luminárias de mesa.

Vale a pena contratar um projeto luminotécnico para meu apartamento?

Com certeza dizemos que sim – e isso não é papo de vendedor não!

Um projeto luminotécnico faz total diferença nos ambientes e pode ser o ponto crucial entre deixar seu apartamento encantador ou desagradável.

Com um bom projeto, a iluminação atende às normas técnicas, gostos pessoais, estilo de vida dos moradores, e por último e não menos importante, ao orçamento disponível.

Por isso acredite, sai muito mais caro a escolha de uma iluminação errada do que o investimento em um projeto luminotécnico.

Então, chame nossa equipe, faça um orçamento e juntos chegaremos às melhores opções para você deixar o seu apê incrível!

Gostou deste artigo? Compartilhe-o em suas redes sociais, para que mais pessoas possam conferir estas dicas!

Convidamos você também para visitar a nossa loja física ou a nossa loja virtual

Siga-nos em todas as redes sociais:

YouTube: Luz, Decor & Ação!
Instagram: Empório Luz Design
Instagram 2: Bruno Mantovani Design
Facebook: Empório Luz Design
Facebook 2: Luz, Decor & Ação!
Pinterest: Empório Luz Design
Twitter: Empório Luz Design

 




Deixe seu comentário


Siga-nos no Instagram

Luz, Decor e Ação Bruno Mantovani

Acompanhe no YouTube

Toda terça às 19h

Inscreva-se

Compre em nossa loja virtual e receba no conforto da sua casa.