Blog

Qual a iluminação mais confortável para os olhos?

Publicado em 26/02/21 por Empório Luz.

Quando falamos sobre iluminação ideal, muitas vezes a preocupação se volta à questão estética do ambiente em que ela vai iluminar, porém, também é preciso pensar na iluminação mais confortável para os olhos, com o objetivo que se evite o forçar da vista e dores de cabeça, por exemplo. O texto abordará esses e muitos outros motivos para que a iluminação seja a mais adequada possível para o ambiente e os olhos que a receberão. 

A iluminação mais adequada para seus olhos é aquela que se faz confortável aos mesmos, se fazendo assim, necessário o estudo da iluminação em seus aspectos e como obter um ambiente saudável e aconchegante, satisfazendo a estética e o saudável.

Para obtermos um conforto visual adequado, devemos optar por lâmpadas que reproduzam adequadamente as cores no ambiente. Como as lâmpadas e luminárias que evitam o ofuscamento direto ou indireto, por exemplo. Devemos também lembrar que a luz mais confortável e acessível para os olhos é a luz natural, dessa forma as janelas bem posicionadas são boas opções para obter saúde visual e economia (a mesma deve ser explorada ao máximo, assim se estimula o consumo racional e sustentável da energia) e beneficia o corpo humano que funciona melhor quando exposto à luz solar.

 

A importância de entender o Índice UGR Iluminação

O Índice UGR mede o ofuscamento causado pela iluminação. É muito importante que se limite o ofuscamento, que no caso é a sensação visual produzida por luminosidades brilhantes no campo de visão. O ofuscamento é a causa de problemas como fadiga visual, náuseas e acidentes. 

Além disso, o ofuscamento é classificado como desconfortável, inabilitador ou refletido. Sendo o desconfortável aquele que surge diretamente de luminárias brilhantes ou até mesmo janelas que geram foco de luz no interior do ambiente. Inabilitador seria aquele mais comum em iluminações externas, uma iluminação pontual ou que tenha uma fonte de brilho intenso como uma janela em um ambiente pouco ou nada iluminado. O refletido se refere àquele causado por reflexões em superfícies especulares, também é chamado de reflexão veladora.

 

Leia o nosso artigo sobre Índice UGR, onde explicamos mais a respeito sobre o tema e como controlar o ofuscamento.

 

O que fazer para reduzir o ofuscamento e obter conforto visual

Para obter conforto visual adequado, opte por lâmpadas e luminárias que não causem ofuscamento, seja este direto ou indireto, e opte por lâmpadas que consigam reproduzir cores da forma mais adequada possível. 

Para reduzir ao máximo o ofuscamento, uma das estratégias é evitar criar um único ponto de luz e usar diversos focos de luz, que possuam barreira entre a fonte luminosa e o olho. De forma alguma deve-se posicionar a fonte luminosa na linha da visão. Os olhos não devem ser direcionados à luz ou contra a luz, sendo essa outra causa do cansaço na vista. 

Outra dica é evitar superfícies que sejam muito refletoras. A reflexão gerada por objetos metálicos pode causar ofuscamento, sendo assim, a implantação de clarabóias, lanternins, janelas e telhas translúcidas devem ser precedidas de estudos técnicos.

Evite também uma iluminação que tem frequência variável, pois causa um cansaço na vista, como por exemplo uma luz que pisca. 

 

Quais lâmpadas mais prejudicam a visão

Com certeza ao se falar sobre lâmpadas prejudiciais à saúde, a lâmpada de LED é a mais citada, porém a LED em si não é o problema. A instalação incorreta e o uso indevido é que a tornam nociva aos olhos (lembrando que qualquer tipo de iluminação utilizada incorretamente pode ser prejudicial à visão). A lâmpada LED veio para substituir as lâmpadas incandescentes, halógenas e fluorescentes, essas tinham um consumo maior de energia emitindo uma baixa luminosidade.

Fazer a instalação correta das lâmpadas de LED para que funcionem adequadamente é essencial. A instalação mal feita no bocal ou uma fiação mal colocada podem representar perigos. Além disso, a peça poderá não funcionar como deveria, fazendo com que a luz sofra oscilações e provoque cansaço nos olhos, irritação e dores de cabeça. É recomendado que se passem minutos de repouso a cada par de horas de exposição à luz das máquinas.

A luz de LED emitida em aparelhos eletrônicos, computadores, TVs de LED, games, celulares e afins, tão usados em no dia a dia de todas as pessoas, sendo crianças, adolescentes adultos e idosos de todas as classes sociais, atua também contra a saúde de nossos olhos, por estarem excessivamente expostos a ela. Essa é a luz que mais prejudica a nossa visão.

Iluminação em Eletrônicos

Equipamentos Eletrônicos

Precisamente falando, temos a luz Azul-Violeta de Alta Energia (LVAE) como principal fator de prejuízo em nossa visão. A LVAE se trata de uma luz muito tóxica, com capacidade de causar danos na retina.

 

A influência do ambiente para o conforto visual

Para exemplificar a influência do ambiente temos como exemplo os ambientes de trabalho e de estudo onde a atividade mental é alta e exige muita  atenção. Sendo assim, é indicado utilizar luminárias com temperaturas de cores mais frias, que despertam as pessoas e propiciam a produtividade. 

Quando se trata de ambientes residenciais, onde usamos para descanso, como salas de estar e quartos, a dica é optar por modelos com luz mais quente que proporcionam aconchego, acolhimento e conforto visual. 

 

Saiba como iluminar adequadamente cada ambiente

Para que a luz seja distribuída de forma satisfatória no ambiente, disponha luminárias em distâncias iguais e que formem ângulos superiores a 30° acima do olhar. Desta forma não causa ofuscamento.

 

Separamos algumas dicas que podem te ajudar a visualizar melhor o conteúdo dado até aqui:

  • evite luminárias com focos de luz na altura dos olhos do observador;
  • na iluminação de jardins, modelos menores e que tenham proteção de vidro opaco são os mais indicados, ou ainda o uso de lentes que dissipam o facho de luz, como as grelhas honeycomb;
  • para a iluminação em geral nos demais ambientes, opte por plafons com acabamento opaco, semitransparentes ou opte por lustres com efeitos de iluminação indireta;
  • na iluminação utilizada para destaques,  luminárias direcionáveis são indicadas, pois valorizam paredes e objetos sem causar ofuscamento. 

 

Atenção às cores das lâmpadas

A escolha da cor correta para lâmpada (temperatura de cor) influi diretamente na sensação que o ambiente transmite. Dependendo do uso do espaço, o melhor seria combinar diferentes cores para que se possa ligar diferentes sistemas, usados de acordo com a tarefa.

As cores brancas são ideais para iluminar grandes áreas e espaços de trabalho. Normalmente grandes comércios e indústrias, como mercados e lojas de departamento, usam esta cor para a iluminação. A temperatura de cor vai de 3.000 a 6.000K.

As cores amarelas são apropriadas em quartos e salas, trazendo a sensação de aconchego. A temperatura de cor é igual ou inferior a 3.000K.

Iluminação 3000K

Ambiente iluminado em tom amarelado.

Entenda a escala de temperatura de cor neste artigo.

 

Cores e texturas dos objetos do ambiente

Toda cor e textura presentes nos materiais do ambiente interferem diretamente no efeito da luz, ou seja, na quantidade de luz refletida. É fundamental pensar na iluminação considerando estes detalhes, pois serão determinantes para se alcançar o melhor resultado na iluminação de um ambiente. 

  • As cores escuras absorvem a luz, e as cores claras refletem a luz;
  • Superfícies com textura rugosa tendem a refletir menos a luz, que as superfícies lisas que inclusive podem criar reflexos que causam ofuscamento;
  • O índice de reflexão do vidro é de 0% enquanto espelhos, têm índice de reflexão de 100%.
Iluminação e absorção de cores

Combinação de cores e texturas com a iluminação.

As cores mais escuras combinadas com textura das superfícies permitem que um ambiente, mesmo com luz branca, seja confortável e aconchegante. as diversas cores refletem a luz de diferentes maneiras. O preto absorve ao máximo, tanto quanto o branco a reflete também ao máximo. Utilizando deste princípio, combinam cores e texturas numa infinidade de possibilidades, surgindo ambientes que criam diferentes sensações nas pessoas que estão expostas. 

 

Um lighting designer ajuda a escolher a iluminação mais confortável para seu ambiente

O lighting design é uma prática que integra artes, ciências e negócios para que a implementação de um projeto de iluminação vá além das preocupações com o visual e provoque mudanças de comportamento das pessoas presentes naquele ambiente.

O profissional lighting designer é aquele cuja função é desenvolver projetos de iluminação para diversos ambientes, tendo como finalidade a estética e a funcionalidade da luz.

Essa habilidade permite aplicar cores, formas, intensidade, destacar ou encobrir partes do local, entre outras. Para isso, é necessário que o profissional realize um planejamento para obter esses resultados, estabelecendo o tipo e formato de cada lâmpada, a intenção do cliente e a entrada de luz no ambiente, por exemplo. 

Esse tipo de projeto é muito comum em projetos luminotécnicos, exposições para eventos como da arte, moda e shows. No entanto, também é possível desenvolver plantas para ambientes residenciais.

O planejamento que é realizado pelo lighting designer leva em conta, por exemplo, a incidência de luz no espaço, esquivando-se de locais poucos iluminados que pesarão na conta de energia elétrica.

Entre os benefícios do serviço de lighting designer estão:

  • a melhora da distribuição de cores no ambiente;
  • valorização do ambiente;
  • gerar e proporcionar emoções;
  • setorização;
  • criação de múltiplos cenários ;
  • camuflar pontos negativos;
  • otimizar a luz natural;
  • iluminação cênica;
  • valorizar fachadas de empreendimentos;
  • economia na energia elétrica;
  • aumento da produtividade em ambientes.

Se está procurando reformar ambientes, trazendo não só comodidade, estética, economia, mas também saúde e bem estar aos olhos, é preciso um planejamento buscando pelos materiais certos (lâmpadas, luminárias, decoração e até as tintas da parede…) e profissionais certos. A princípio pode achar que é um gasto desnecessário e que é possível obter bons resultados apenas pela crença do próprio senso e bom gosto, porém, como vimos, existem danos à nossa saúde causados por falta de técnica e embasamentos teóricos.

Se deseja entender mais como um lighting designer pode ajudar na iluminação da sua casa ou do seu negócio, entre em contato conosco.

 

Gostou deste artigo? Compartilhe-o em suas redes sociais, para que mais pessoas possam conferir estas dicas!

 

Convidamos você também para visitar a nossa loja física ou a nossa loja virtual

 

Siga-nos em todas as redes sociais:

YouTube: Luz, Decor & Ação!
Instagram: Empório Luz Design
Instagram 2: Bruno Mantovani Design
Facebook: Empório Luz Design
Facebook 2: Luz, Decor & Ação!
Pinterest: Empório Luz Design
Twitter: Empório Luz Design

 




Deixe seu comentário


Siga-nos no Instagram

Luz, Decor e Ação Bruno Mantovani

Acompanhe no YouTube

Toda quarta às 11h

Inscreva-se

Compre em nossa loja virtual e receba no conforto da sua casa.

WhatsApp chat